O valor do ensaio

Quantas vezes você escreveu uma frase?

Repita.

Você já reescreveu uma frase incessantemente?

Repita.

Reescrever incessantemente é buscar uma maneira melhor de expressar algo. Você faz isso frequentemente?

Repita.

Reescreva incessantemente para expressar-se melhor. Quantas vezes você fez isso?

Repita.

Quantas vezes você reescreveu incessantemente para comunicar melhor?

É difícil avaliar o quanto a repetição ensina a fazer um processo

Músicos repetem milhões de vezes as mesmas notas, ginastas, os mesmos movimentos. A melhora vem sempre através de uma prática repetitiva e tediosa. O processo não funciona somente para o cérebro. Musculação é, basicamente, fazer o mesmo exercício aumentando progressivamente para incrementar o tamanho dos músculos.

E em todos os aspectos da vida humana, quanto mais repetimos, mais otimizamos. Vamos melhorando.

E o talento entra onde?

Quando eu era pequeno, acreditava que não levava jeito para futebol, e por isso não praticava. E por isso também não levava jeito. Hoje, a minha experiência (humana, limitada, etc) me diz que a relação é inversa. Quanto mais gosto você tem por algo, mais você aguenta repetir e falhar (preciso de milhares de frases pra escrever uma quase boa), melhorando a passos lentos, até chegar num nível razoável.

E agora há milhares de teorias de aprendizado que sustentam isso.

Talento é a sua capacidade de não encher o próprio saco repetindo algo milhares de vezes seguidas.

3 Comments on “O valor do ensaio”

Leave a Reply to @daniloportela Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.