A diferença entre SOPA e o caso megaupload

Depois de uma semana de #mimimi, jornalista dando o furo e não pensando, blog repetindo informação pela metade, o Bem venceu o Mal e a SOPA esfriou. Aí veio a bomba do fim do megaupload, e metade da população desinformada não entendeu.

“Mas a SOPA não era pra impedir que o governo americano fechasse sites?”

Era não, mizinfio. Era pra impedir que o governo fechasse sites SEM UMA DECISÃO JUDICIAL. Ao contrário do Bananão, nos EUA, você só vai preso, sua empresa só fecha, sua vida só acaba, se um juiz decidir (ou se você for um terrorista).

O megaupload foi fechado depois de julgamento, numa operação policial de acordo com os parâmetros da lei, com um carinha de toga assinando e se responsabilizando pelo caso.

“Mas eles são ditadores, metidos a polícia do mundo, fazem isso quando quiserem.”

Aí está a diferença. Nos EUA, desde sempre há uma boa parte da população que é contra dar tanto poder ao governo. Ron Paul que o diga. O direito de ter armas para se defender do governo tirano que o dia. No caso megaupload, foram presos integrantes da empresa em vários países do mundo, e a maioria, fora dos EUA, pela polícia da Nova Zelândia, Alemanha e outros países bastante democráticos. Tudo de acordo com trâmites e acordos internacionais.

Com a SOPA, eles simplesmente apertariam um botão. E sem ordem de juiz. Apenas uma corporação, ou algo pior: um comitê.

“Um camelo é um cavalo desenhado por um comitê.”

Fato. E eu não vou falar mais sobre comitês porque me prometi não comentar política brasileira este ano.

Entenda melhor com o Jon Stewart.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.