Discovery channel

Já imaginaram os alienígenas chegando aqui, com câmeras fuderosas, captação de som, e uma equipe pronta para mostrar como é a vida aqui no planetinha pros cidadãos que ficaram por lá?

Um grupo andando por uma cidade, protegidos por algumas armas que a gente nem é capaz de conceber, entrando numa reunião de brainstorm e comentando pra câmera como a nossa espécie passa horas e horas discutindo a posição de um círculo colorido que chamamos logotipo, e acreditamos que tem o poder mágico de convencer pessoas a oferecerem pedaços de papel em troca de um pó que serve para lavar roupas.

Há uma quantidade infinita de comportamentos que poderiam sugerir episódios. Os comediantes e filósofos estão aí, o tempo todo, procurando as idiossincrasias humanas. Aliás, existe algo mais surreal do que alguém se dedicar à filosofia, a “pensar a existência”? Como vai reagir uma civilização avançada? Milhões de anos mais antiga, capaz de viajar mais rápido que a luz e explicar o Bóson de Kappplfo (que é como se chamava o alien descobridor do Bóson, quando os ancestrais de Higgs ainda pintavam paredes de caverna), pra cultura deles, nós não passamos de répteis, fazendo rituais esquisitos e hábitos sociais desnecessários.

Ou pior. Já pensaram se os aliens já chegaram, implantaram seus recursos de gravação e retransmissão, e agora estão lá longe, vendo TV e rindo da gente?

Serão os deuses fãs do show de Truman?

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.