Dueto Dissonante

Tem coisas que são difíceis de se juntar, reunir.

Se duas delas são armazenadas na mesma categoria, parece que tem algo errado, não combina, e sua sobrancelha acaba enrugada.

Fica aquela impressão de que algo não combina, de que a pulga na orelha tá certa.

Se lembra desse tipo de sensação? Quer sentir novamente?

Siga as instruções cuidadosamente:

1. Assista esse vídeo de Paulo Coelho:

Paulo Coelho – on the fear of failure. from Berghs’ Exhibition ’11 on Vimeo.

2. Agora leia esse post do Seth Godin:

Fitting in vs. standing out

You won’t have any trouble at all finding someone who can tell you how to fit in.

They can tell you what to wear to that restaurant or this conference or that funeral. It’s not that difficult to figure out how to fit in. If fitting in is your goal, you should be sure to get great advice on how to do that.

Standing out, of course, is trickier. Stand out too much and you’re a jerk or a fool.

Clothing is not the point. You have this choice to make in everything you do, from your career to the words you use in a sales letter.

The point: choose.

Are you doing this to fit in or stand out?

3. Reflita se a mensagem dos dois tem alguma semelhança.

4. Disque 192 e peça ajuda.

Claro que há diferenças entre os dois discursos, nem precisa se preocupar em me apontá-las.

Usando a analogia da Aline Valek nos comentários de um post anterior, eu levo surras frequentes do sensei Seth Godin, e não me sentia ameaçado pelo Paulo Coelho.

Até agora, infelizmente.

Esses três minutos e meio me deixaram com a guarda baixa. Agora toda vez que penso nele me lembro do outro carequinha ameaçador. Medo!

Eu identifiquei no vídeo muitos dos conselhos que tenho acompanhado desde que conheci Seth Godin. Acho que o fato do vídeo ter sido indicado no Open Culture deu a ele um status diferenciado.

E pensando que desgraça pouca é bobagem, resolvi compartilhar a confusão com você, pra ver se também infecta sua sanidade.

🙂

E se você leu até aqui, fico sadisticamente feliz só de imaginar que sua mente se embaralhou!

0 Comments on “Dueto Dissonante”

  1. Pra ser sincero, só li um livro do Paulo Coelho, por culpa da @erikaheidi.
    Mas li a biografia dele, e é uma das melhores biografias que eu já li, comparável, em diversão e sabedoria, com a de Tim Maia.

    Não sei se gosto do que ele escreve. Gosto dos temas, mas ainda não sentei pra ler e julgar com meus próprios olhos. Entretanto, tirei uma grande lição: ele queria ser escritor famoso desde criança. E ele conseguiu. E é sim reconhecido em muitas partes do mundo, por muita gente. É mais reconhecido que muita gente que deveria ser famosa.

    Então, sim, ele deve saber como ser original, como ter estilo e como sair dos trilhos para criar algo novo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.