Megabytes de ódio

A rede mundial de computadores™ veio pra conectar pessoas e dar voz aos silenciosos. Junto com o anonimato que praticamente todo veículo de comunicação, permite que as pessoas vocalizem pensamentos que não teriam diante de um tribunal cheio de pares, por exemplo. É como o papel, que aceita qualquer coisa, desde burrice total e absoluta até burrices especializadas como acreditar na superioridade de determinado tipo de gente ou acreditar em partido político.

Pois bem. Além de criar uma confederação de nécios, ela permite que eles se juntem em grupos. Se um burro já é perigoso, multidão é o bicho mais irracional do mundo. Coloque 300 PhDs juntos, e eles serão capazes de linchar uma pessoa por dizer uma bobagem qualquer.

E quais as consequências disso?

Antigamente os burros só faziam votar. Hoje em dia, eles podem se juntar. Fazer partidos. Ou justiça com as próprias mãos (diga-se de passagem, um grande exemplo de oxímoro: ou é justiça, ou é feito com as próprias mãos). E essas hordas incontroláveis de babacas vai passar, babando raciocínios pela metade e clichês de pensamento até destruir tudo.

Vão linchar pessoas por cometerem coisas erradas. Depois vão linchar por engano. Logo, lincharão por hábito. Afinal, do outro lado do teclado, todo mundo é um cachorro.

Eu sou um cachorro.

Eu sou um cachorro.

Parece cenário de uma obra do Alan Moore, e se calhar, é. Logo logo a gente vai ficar em casa, com medo de ofender, ou então vira comediante à pé brasileiro, xingando muito no twitter pra ganhar ibope e favstar, em busca de um contrato com a Record. Mas, pergunto eu, qual é o objetivo disso? O que está sendo construído com tanta briga e tanta inimizade?

A modernidade líquida, amiguinhos, é gasolina

Discutir na internet, vocês sabem, é como as paraolimpíadas. E você nunca vai convencer ninguém do contrário. Mas as discussões serão eternas.

Quem é velho como eu sabe que a rede foi criada pra duas coisas: pornografia e listas de discussão. Elas existiram nas BBS, no mIRC, no www, no email, no ICQ, etc… (NOTA MENTAL: fazer update deste post a cada dez anos, adicionando novas baboseiras da rede). Pornografia vocês já sabem o que é. Discussão, bem, é o que vai acontecer daqui pra frente, ad aeternum, ou, nunca melhor dito, ad nauseam. A humanidade é essa racinha que vai ficar pra sempre discutindo bobagem até nunca mais, sem produzir nada, até o fim dos tempos. É assim que a gente vai acabar com o planeta.

Errado, eu?

Errado, eu? (imagem do XKCD)

Mas pra quê?

Pra nada. A humanidade não tem sentido. A vida não tem sentido. Do pó viemos, ao pó retornaremos, e tudo o que nós fizermos vai ser logado pela NSA pra ser usado contra a gente num tribunal, se tivermos cidadania americana. Se não, sorry, but no donut for you.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *