Quem tenta entender o Brasil?

Que o Brasil é estranho, sui generis, e completamente surreal, todo mundo sabe.

Um país onde tudo é desorganizado, menos o Carnaval (assim, em maiúsculas).

Onde ninguém reclama a sério da Esculhambação Geral da República, praga que infesta os Três Poderes, a Sociedade Civil e a CBF. Tudo é bagunçado, tudo tem regras, leis e decretos, e nenhum deles é 100% obedecido. Onde tudo tem um jeitinho.

Menos o Carnaval.

Lá, desfile sai na hora, 5 minutos de atraso são punidos (Punição. s.m. utilizado somente na variante lusoafricana da língua Portuguesa), todo mundo ensaia, ninguém improvisa, cada um cumpre a sua parte e o esforço coletivo é recompensado.

Aí chega a Grande Esculhambação Final. O apocalipse. 2012 carnavalesco.

Galera resolve ROUBAR A APURAÇÃO DOS DESFILES DAS ESCOLAS DE SAMBA.

A única coisa sagrada no país, o último bastião da decência e dos bons costumes.

Porra, bicho, agora vocês foram longe demais.

 

Enquete:

O que é mais errado?

1- A única coisa que tem regras no Brasil ser o Carnaval.

2- Que galere roube a apuração dos desfiles de escola de samba.

3- Que toda a população brasileira, jornais e pessoas, estejam preocupados e revoltados com isso.

4 Comments on “Quem tenta entender o Brasil?”

  1. Estranho nada, foi no desfile de São Paulo. É tipo reclamar que deu merda em apuração de escola de samba de Matinhos-PR. Não rola, a gente não tem o gingado.

    Mas se fosse na apuração dos desfiles do Rio, aí sim o bicho ia pegar. Iria surgir uma nova Singularidade e o universo todo seria sugado num grande buraco negro.

    1. Acho que em qualquer lugar, bicho. Antes de reclamar do mau funcionamento de qualquer coisa, o brasileiro reclama da falta de organização do carnaval.

      Prioridade nenhuma.

  2. Que tal:

    4 – Estar preocupado e revoltado com todos os brasileiros que estão preocupados e revoltados com o roubo das notas da apuração enquanto, por aí, um monte de gente morre por causa de gente muito mais irresponsável.

    Ou:

    5 – Preocupado porque o cara que roubou as notas foi preso sem direito a fiança, enquanto essa galera que mata gente dirigindo bêbado paga uma fiança e vai-se embora arriscar a vida do povo again.

    (P.S.: Essa opinião foi profundamente influenciada por uma parada que eu recebi no facebook na semana seguinte à confusão.)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.