akrasia – por que fazemos o que é errado conscientemente?

O meu problema mais sério atualmente aflige boa parte da humanidade moderna-urbana: adiar indefinidamente. Também conhecido como procrastinar. Neste artigo do NY Times, o autor discorre longamente sobre a nossa tendência a ficar de bobeira, ver besteiras na TV ao invés de fazer mil coisas que consideramos importantes e produtivas, mas que deixamos de fazer.

O impressionante da procrastinação não é que não façamos algo. É que queremos fazer aquilo: reinstalar o videogame, ler mais livros, escrever o texto pro blog, tudo aquilo. Não fazemos de besta

"Matamos o tempo e ele nos enterra." - Machado de Assis

"Matamos o tempo e ele nos enterra." - Machado de Assis

Ando um pouco preocupado com a quantidade imensa de filmes importantes que gostaria de ver, de livros legais que tenho guardados e só folheei, em coisas que gostaria de escrever e não termino. Procrastino legal, o tempo todo. Por quê? Ainda segundo o artigo, não somos consistentes durante o tempo: mudamos de gostos, de preferências, do que queremos. O ato de adiar a escrita do texto é perigoso porque depois eu posso não querer escrevê-lo. Deixo, assim, centenas de rascunhos. Acredito que você, que agora lê este texto, também está procrastinando algo.

A lei de Parkinson

As tarefas mentais normalmente tardam o tempo que nós damos para realizar-las. Já escrevi há tempos sobre isso, e mesmo assim, continuo sendo vítima do mal-do-século-XXI. Ao invés de cumprir as metas, fico fazendo cada vez mais to-do lists e vou terminando só algumas.

Isso atualmente só gera problemas de auto-estima. Ontem, vi várias coisas legais online e compartilhei no meu posterous. Escrevi mais do que a cota que me auto impus para o NaNoWriMo. Organizei os textos de Sexo e as Cidades para um projetinho engraçado, tive uma conversa massa pra uns projetos empresariais futuros e mesmo assim não deu pra terminar a maldita lista do Remember the Milk. Claro, passei uma boa parte do tempo na frente do computador, a adiar tarefas. Poderia ter feito mais. Ou aproveitado o tempo, sei lá, tocando guitarra ou ouvindo uma série.

Uma decisão besta: não procrastinar na frente do computador

Acho que não vou conseguir parar a procrastinação. Se eu fosse a única vítima do mundo, me sentiria mal, mas todos nós somos, né? Então, ao invés de solucionar o problema, vou aproveitá-lo. Toda vez que começar a procrastinar, ao invés de ir fazer o que eu deveria, mas não faço, eu vou fazer alguma coisa divertida de verdade. Parei de “buscar referências”, assim, com aspas, que não é signficado literal, mas vocês entenderam.

Akrasia – nota final

No artigo do NY Times, explicam que Akrasia não é um planeta de jogo de RPG nem um tipo de demônio, mas uma palavra grega que significa fazer conscientemente o que é errado, ou seja, meter o pé na jaca com gosto. A partir deste parágrafo, estou procrastinando um projeto de blog chamado Akrasia. Quem topa?

0 Comments on “akrasia – por que fazemos o que é errado conscientemente?”

  1. Vc deu bronca no Ovídio pq o post dele foi um tapa na cara. O seu foi uma voadora nas costelas.

    “””””””””” buscar referências “””””””””””
    Porra, isso me mata. Mesmo.

    1. Não venha com chorumelas, você se revelou a masoquista dos comentários. Agora aguente.

      Ou como se diz em recife, engula o choro. 😀

      xero

    2. Ei Aline, respeita!

      Foi um chute no estômago. Não é bem uma voadora, mas é mais que um tapinha!!! 😀

      E fora as agressões, eu fiquei muito feliz de ver que você também se remói com esse tipo de reflexão. É difícil encontrar quem ainda tenha auto-crítica depois dos 15 anos.

      🙂

  2. Tarrask, depois eu deixo uma resposta pra esse post.

    Agora tou ocupado vendo o que aconteceu com a internet enquanto eu dormia.

  3. Tarrask, depois eu deixo uma resposta pra esse post.

    Agora tou ocupado vendo o que aconteceu com a internet enquanto eu dormia.

    E a última vez que eu comentei em posts antigos, teve gente que ficou pê da vida porque eu ganhei o livro!

      1. Foi, faz tempo que ele não aparece.

        E agora eu tenho até twitter, pra ver quando você ressucita esses posts antigos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *