Mensagem de voz não-recebida

Pra mim, o maior problema da comunicação são as pessoas que exigem linguagem fática.

As saudações, testes e despedidas só têm uma utilidade: estabelecer contato ou garantir que a comunicação está sendo recebida. Então, não é necessária, por exemplo, em um SMS. Não tem lógica mandar um alô em um email com confirmação de recebimento. Maus hábitos antigos têm dificuldade de morrer.

Aí, dois mil e muitos, todos acostumados com a tecnologia, tem gente que insiste em todos os parangolés de educação, sem respeitar a pressa e urgência do tempo que se acaba pra todo mundo. É imperioso e necessário saudar corretamente, fazer uma conversa amena e inútil sobre o tempo, perguntar sobre a família, ouvir platitudes, pra depois ir direto ao ponto.

Na minha memória pouco funcional, não tenho a lembrança de nenhuma mensagem de voz importante. Aliás, segundo o DaTarrask, 87% delas têm o mesmo conteúdo: oi, sou o Fulano (aliás, o mesmo nome que está no BINA), tá tudo bem?, liga pra mim por favor?.

Me diz pra quê alguém liga pra pedir pra ligarem de volta? Já ouviu falar em SMS não? Só fazer uma chamada perdida?

Aí agora, o melhor sistema de comunicação assíncrona do mundo, o Whatsapp, vai ter mensagem de voz. Mais uma caixa postal pra eu ligar e pedir pra cancelar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.