Porque não dá pra morar em São Paulo

Dia desses, o Rodrigo Magalhães twittou este infográfico sobre o custo de vida em Sampa.

É melhor publicar uma prova do que uma opinião, e serve para responder à pergunta que vivem me fazendo, perguntando quando eu volto pro Brasil, já que aí tá sobrando trabalho, e porque eu nunca fui pra São Paulo.

Antes da crise, São Paulo já era mais cara que Madri

Quando eu fui do Recife pra Madri, pra estudar, achava tudo na cidade super caro. Meu dinheiro, ganhado em reais, acabou rápido na capital espanhola. Porém, o pessoal paulista que eu conheci lá não reclamava. Aliás, achava normal pagar os preços que eram caríssimos para o meu orçamento pernambucano.

Hoje os preços na Espanha estão mais baixos. Dá pra notar a deflação no preço dos aluguéis ou mesmo numa dose de gin tonic numa boate qualquer. E os de São Paulo subiram muito, do primeiro governo Lula pra cá.

A inflação, nos primeiros passos, funciona como a metáfora do sapo cozido. Quem está vivendo o processo inflacionário não nota, mas quem passa um tempo fora nota automaticamente, quando entra em contato.

Tudo no Brasil é mais caro. Até o que é barato.

Também é importante lembrar que tudo no Brasil é pago 3 vezes. Você paga o serviço público, paga o privado e paga os impostos, que são de 50% em cima de qualquer coisa.

Ainda não aconteceu de aparecer uma oferta legal em São Paulo, nem nenhuma conversa quase concreta, mas está mais do que justificado o salário exorbitante que os profissionais de lá recebem: é porque, pra ganhar o mesmo, ninguém vai pra megalópole. A vida não compensa.

0 Comments on “Porque não dá pra morar em São Paulo”

  1. Ainda bem que eu ganho um salário exorbitante aqui em SP.

    Agora, se me dá licença, vou terminar de tomar meu champagne,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *