Vale Um Cascudo

Semana retrasada eu escrevi sobre reforço, e agora vou falar um pouquinho de outra participante famosíssima da teoria comportamental, a punição.

Ao invés de explicar detalhadamente o que é a punição, só vou citar uma curiosidade: ela é um meio ineficaz de se conseguir uma mudança de comportamento.

Sabia, esse post é só mais uma discussão sociológica moralista enfadonha sobre se a punição é correta ou não

Podem se acalmar, juro que não é por aí.

Se você aplica alguma punição, você quer que um determinado comportamento pare de acontecer. Quando ele ocorrer, você dá um chute no saco da criatura, e é certo que ele parará de fazer o que tava fazendo. Sei que até aqui esse método mostrou 100% de eficácia, o que vai contra o que eu disse, mas o ponto em que ele parece um funcionário público é quando pensamos a longo prazo.

Skinner, quem escreveu os posts mais badalados sobre reforços e punições

No momento em que retiramos a punição, o comportamento volta a ocorrer.

Então, se você só quer evitar que algo pontual ocorra, pode catar uma palmatória e esquentar o couro de alguém.

Mas se você quer que uma pessoa apresente um comportamento diferente no cotidiano, seja mais educado ou se lembre de escovar os dentes antes de dormir, leia mais sobre reforço.

Aproveitando o tema, nesse vídeo são apresentadas várias punições em câmera lentíssima.

0 Comments on “Vale Um Cascudo”

Leave a Reply to Tarrask Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.