Razões pelas quais as redes crescem

Primeiro, há o chamado efeito Dip, nomeado pelo Malcom Gladwell. Depois que uma rede dessas alcança um número x de usuários, que varia de site para site, há um efeito manada de atração, também conhecido como network effect, que foi primeiramente estudado na época da criação do telefone.

Imagine morar numa ilha, sendo o único habitante. Não vale a pena ter um telefone, porque você não terá para quem ligar. Agora imagine que todos os seus amigos têm um aparelho. Você será praticamente obrigado a ter um também. Conheço várias pessoas que diziam que nunca iriam ter um perfil no orkut, porque não viam graça/necessidade/vontade. Hoje, estão todas online.

A necessidade vem quando todos os nossos contatos do mundo real também fazem parte daquela rede.

Outro exemplo: há uns três ou quatro anos, eu tinha um perfil no orkut bastante ativo. Meus amigos estavam quase todos lá. Hoje, a maioria dos que estão no orkut migraram para o Facebook, e ninguém que eu conheço na Espanha tem perfil na rede do Google. Porém, são as pessoas com as quais me relaciono pessoalmente e diariamente, então, terminei migrando minhas atividades sociais de uma rede para a outra. Não poderia mudar só, preciso que a minha rede mude também.

Nós somos, no fim das contas, gado, andando em manada.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.