Manifesto Trainwreck – o futuro é passado e está batendo na sua cara

Texto levemente inspirado no Cluetrain Manifesto. Vi hoje uma discussão no Monday Reading Club aqui em Barcelona sobre o livro, e anotei umas coisas.

  1. O mercado não é uma conversa. É um diálogo de surdos, para a maioria das empresas. As grandes corporações, que gastam uma fortuna em publicidade na televisão, falam e ninguém as escuta. O povo conversa entre si, e conversa com outras marcas.
  2. A tecnologia é assimétrica. Se você está esperando a tecnologia virar padrão, que ensinem na sua escola ou no seu MBA quais são as melhores táticas para o twitter, ou a melhor maneira de medir resultados em redes sociais, e que Kotler crie o grande manual do marketing interativo, 2.0, ou qualquer outro hype, espere sentado. Ninguém sabe tudo.
  3. Se alguem disser que “X é o futuro, ou Y é a nova tendência”, você tem um idiota na sua frente. Há 3 anos, eu vi todos os gurus falando do Second Life, e todos deram n´água, porque o SL era chato. Há 1, vi todo mundo falando de twitter, e deu certo. Semana que vem, alguém vai falar de FriendFeed, ou de Posterous, ou de qualquer outra coisa. Porém, nenhum serviço online vai ser universal, nem vai ser a panacéia, nem vai ser Prime Time. Nunca mais. E se alguém adivinhar o futuro na sua frente, peça os números da mega-sena.
  4. Não espere o futuro chegar. Olha, a bomba já explodiu. A gente já fala com as máquinas, já não precisa mais imprimir papeis nem ter uma secretária para ser importante. Aliás, nem precisa de um escritório num edificio empresarial para movimentar milhões. Se você ainda está esperando que o seu computador faça isso, o problema, como sempre, é BIOS.
  5. Pare de ler auto-ajuda e faça alguma coisa. O mundo mudou, tudo é grátis, lidere uma tribo, não faça o consumidor pensar, converse com ele, crie, mova, mexa, remixe, destrua. Mas faça alguma coisa. Pare de repetir e pare de estudar. Começe a dançar.

O Manifesto Trainwreck foi escrito para marcar um momento. Acho que não tem mais muito sentido discutir se vivemos uma revolução ou não, nem discutir os efeitos dessa revolução. Quem sofre efeito é vítima. Nós temos é que continuar nos mexendo, movendo e criando, sempre e mais.

One Comment on “Manifesto Trainwreck – o futuro é passado e está batendo na sua cara”

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.