Usando o tempo de trabalho na empresa pra visitar redes sociais

Tem empresa aí que não permite o gtalk nos computadores dos funcionários. Agência de publicidade que não permite twitter. Empresa de marketing em mídias sociais que não deixa os funcionários escreverem a mão.

(Tá, a última era brincadeira. Acho.)

Tem gente que contrata crianças para trabalhar. Outros contratam adultos.

Qual é a diferença?

Contrato o Zé pra fazer as tarefas X, Y e Z. Se ele não faz, rua. As tarefas podem ser desde transportar um objeto de um lugar pra outro até escrever 40 páginas sobre a reprodução dos orangutangos.

Se eu precisar fiscalizar, conferir, checar, é porque o Zé é uma criança incapaz de controlar as próprias metas. Aí eu terei que proibir de ficar vagabundando no computador da empresa, conferir quantas vezes ele vai no banheiro, contar os minutos que passa fumando, etc.

A outra opção é mais fácil: fez? Recebe salário. Não fez? Porta da rua.

Eu não sei vocês, mas eu acho que vou morrer nas próximas décadas, e tenho pouco tempo pra perder com empresas cheias de crianças, fiscais e burocracias.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.