Onde é melhor pra trabalhar com propaganda, São Paulo ou Barcelona?

Eu já mudei bastante de cidades na minha vida, e tenho certeza que ainda vou mudar mais. Dos meus colegas de graduação e companheiros de trabalho em Recife, poucos ainda moram lá. A grande maioria foi pra outros mercados, tem gente que voltou, tem gente que ainda vai.

Agora, estou re-pensando no que fazer, pra onde vou. Ainda não desarrumei a mochila, e nunca pensei em comprar um computador de mesa pra não carregar peso.

Só que com o aumento da demanda por propaganda online, acho que tem uma mudança vindo aí.

Pras pessoas que entraram no mercado de propaganda na década do 00 e anteriores, era praticamente obrigatório: Sampa é a meca. Não se pode ser publicitário sem ir pra lá. De Lulina ao lendário Mil Raposo, todo mundo montou a pasta, foi de férias, mostrou pra galera, conseguiu estágio, ralou, se ferrou, etc e tal. Depois, mostraram que são geniais, ganharam tudo e mais um pouco.

Porém, tenho a impressão que agora é mais fácil entrar em contato, mesmo de longe, com os chefões. Também, que os clientes de outras cidades estão mais interessados em propaganda de qualidade. Que o nível de vida também pode ser considerado importante.

Antigamente, a melhor agência do Recife faturava uma fortuna, mas os anúncios obrigatoriamente tinham a marca grande e um splash vermelho. Hoje, os caras fazem coisas lindas (quando querem, quando o cliente deixa, etc).

Hoje, as agências grandes estão cada vez mais amarradas em pesquisas, em práticas antigas, em modelos tradicionais, e os escritórios pequenos inovam. Antes não era assim.

O pessoal queria trabalhar numa BBDH, numa DD9 ou coisas do gênero, principalmente porque fariam coisas legais, instigantes e inteligentes. Hoje, é possível ser feliz e fazer um bom trabalho numa agência (tecnicamente) pequena.

Dizer que o bom a gente encontra no centro não é tão fácil assim. As referências estão em todas as partes, graças à Amazon, DHL, banda larga e etc. O que falta é tempo pra fazer tudo. E, sinceramente, em SP você tem menos tempo pra ler, pra ver filmes, pra viver a vida. Claro, tá tudo engarrafado mesmo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.